Central de Atendimento (11) 3580-1000

Notícias

Reunião na Secretaria de Governo da Prefeitura de São Paulo

  • 16 de fevereiro de 2024

CRT-SP solicita providências da administração municipal para que os técnicos possam assinar projetos, de acordo com suas atribuições legais, sem depender de profissionais de outros conselhos

Reunião na Prefeitura de Governo de São Paulo, com o secretário municipal Edson Aparecido dos Santos

No dia 15 de fevereiro de 2024, o Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP) reuniu-se com o secretário municipal Edson Aparecido dos Santos, na Secretaria de Governo da Prefeitura de São Paulo, com o objetivo de expor uma situação que tem impedido profissionais técnicos de exercerem a profissão à luz da legislação vigente, bem como cobrar da administração municipal providência no sentido de atualizar suas normas e portarias de maneira a inserir o Termo de Responsabilidade Técnica (TRT), documento obrigatório emitido pelo profissional técnico ou pessoa jurídica responsável na elaboração de projetos ou execução de obras ou serviços, que legitima a atividade e garante mais segurança e proteção à sociedade.

Presidente do CRT-SP, Gilberto Takao Sakamoto, explana sobre a profissão e as atribuições legais dos técnicos

Inicialmente, o presidente do CRT-SP, Gilberto Takao Sakamoto, explanou sobre a criação do Sistema CFT/CRT pela Lei nº13.639, de 26 de março de 2018, destacando que, a partir do registro no conselho, os técnicos estão devidamente habilitados para exercer inúmeras atividades, respaldados por resoluções baixadas pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), como instância normativa. “Antes, os técnicos eram vinculados ao Sistema CONFEA/CREA, mas hoje o que determina o que eles podem fazer são as resoluções, assim como o que determina a Lei nº 5.524/1968 e o Decreto nº 90.922/1985”, esclarece, solicitando a colaboração do secretário para liberação urgente do sistema operacional da prefeitura para que os técnicos possam emitir o TRT e executar projetos, sem depender de profissionais de outros conselhos.

Em suas ponderações, Rubens de Campos mencionou o termo de cooperação celebrado entre o CRT-SP e a Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento visando à troca de informações cadastrais e o estabelecimento de um fluxo procedimental para apuração de infrações disciplinares praticadas no exercício da profissão técnica. De acordo com o gerente de departamento técnico, o acordo, assinado em janeiro de 2023, permite que os técnicos acessem o sistema operacional da prefeitura, desenvolvido pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (PRODAM-SP) que, com base no banco de dados do Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (SINCETI), confere e valida o TRT emitido, de acordo com a modalidade do profissional.
 

Agendamento de reunião na PRODAM-SP – Solícito, o secretário reconheceu que os técnicos estão sendo prejudicados e, imediatamente, acionou a PRODAM-SP, responsável pela operacionalização dos sistemas de informática e tecnologia, para que agende uma reunião com os representantes do CRT-SP para dar encaminhamento à demanda. “Temos todo interesse em resolver essa questão, e é uma simples conferência de documentação e adequação da legislação, mas que ajudará muito a nossa administração”, ressalta. A reunião deve acontecer no início da próxima semana.

Secretário recebe exemplar da obra que retrata a história do movimento dos técnicos; à direita, o vereador Eliseu Gabriel

Ao término do encontro, o secretário – que também é um historiador – recebeu um exemplar do livro Jubileu de Ouro – Técnicos Industriais, editado pela Federação Nacional dos Técnicos Industriais (FENTEC), escrito pelo jornalista José Donizetti Morbidelli, que retrata a trajetória do movimento dos técnicos, desde a assinatura da Lei nº 5.524 em 5 de novembro de 1968, que dispõe sobre o exercício da profissão, até a sanção presidencial da Lei nº 13.639/2018.

Além do presidente e do gerente de departamento técnico, também representaram o CRT-SP na reunião o vice-presidente, José Avelino Rosa; o gerente de exercício profissional, Roberto Munuera Reyes; o procurador jurídico, Mateus de Luna Dias Rabelo; e o assessor de relações institucionais, Edson Rabelo, responsável por facilitar o encontro, com o apoio do vereador Eliseu Gabriel, que tem dispensado atenção especial aos técnicos no legislativo municipal.

Texto: JD Morbidelli

Últimas notícias

Evento: “Celebração pelos 45 Anos do Movimento dos Técnicos Industriais”

Além de resgatar a história do movimento e suas contribuições para o desenvolvimento econômico do país, evento terá palestras e debates com dados e perspectivas…
Ler mais...

34ª EXPO USIPA no Vale do Aço, em Ipatinga

Em Minas Gerais, CRT-SP prestigia uma das mais importantes exposições do país voltadas à divulgação e fomento de negócios e serviços no setor industrial (mais…)
Ler mais...

31ª Reunião do Fórum de Presidentes dos CRTs

Presidentes de oito conselhos regionais reúnem-se para discussão de pautas que convergem para a representatividade, respeito e valorização dos técnicos (mais…)
Ler mais...

Reunião na Secretaria de Governo da Prefeitura de São Paulo

  • 16 de fevereiro de 2024

CRT-SP solicita providências da administração municipal para que os técnicos possam assinar projetos, de acordo com suas atribuições legais, sem depender de profissionais de outros conselhos

Reunião na Prefeitura de Governo de São Paulo, com o secretário municipal Edson Aparecido dos Santos

No dia 15 de fevereiro de 2024, o Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP) reuniu-se com o secretário municipal Edson Aparecido dos Santos, na Secretaria de Governo da Prefeitura de São Paulo, com o objetivo de expor uma situação que tem impedido profissionais técnicos de exercerem a profissão à luz da legislação vigente, bem como cobrar da administração municipal providência no sentido de atualizar suas normas e portarias de maneira a inserir o Termo de Responsabilidade Técnica (TRT), documento obrigatório emitido pelo profissional técnico ou pessoa jurídica responsável na elaboração de projetos ou execução de obras ou serviços, que legitima a atividade e garante mais segurança e proteção à sociedade.

Presidente do CRT-SP, Gilberto Takao Sakamoto, explana sobre a profissão e as atribuições legais dos técnicos

Inicialmente, o presidente do CRT-SP, Gilberto Takao Sakamoto, explanou sobre a criação do Sistema CFT/CRT pela Lei nº13.639, de 26 de março de 2018, destacando que, a partir do registro no conselho, os técnicos estão devidamente habilitados para exercer inúmeras atividades, respaldados por resoluções baixadas pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), como instância normativa. “Antes, os técnicos eram vinculados ao Sistema CONFEA/CREA, mas hoje o que determina o que eles podem fazer são as resoluções, assim como o que determina a Lei nº 5.524/1968 e o Decreto nº 90.922/1985”, esclarece, solicitando a colaboração do secretário para liberação urgente do sistema operacional da prefeitura para que os técnicos possam emitir o TRT e executar projetos, sem depender de profissionais de outros conselhos.

Em suas ponderações, Rubens de Campos mencionou o termo de cooperação celebrado entre o CRT-SP e a Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento visando à troca de informações cadastrais e o estabelecimento de um fluxo procedimental para apuração de infrações disciplinares praticadas no exercício da profissão técnica. De acordo com o gerente de departamento técnico, o acordo, assinado em janeiro de 2023, permite que os técnicos acessem o sistema operacional da prefeitura, desenvolvido pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (PRODAM-SP) que, com base no banco de dados do Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (SINCETI), confere e valida o TRT emitido, de acordo com a modalidade do profissional.
 

Agendamento de reunião na PRODAM-SP – Solícito, o secretário reconheceu que os técnicos estão sendo prejudicados e, imediatamente, acionou a PRODAM-SP, responsável pela operacionalização dos sistemas de informática e tecnologia, para que agende uma reunião com os representantes do CRT-SP para dar encaminhamento à demanda. “Temos todo interesse em resolver essa questão, e é uma simples conferência de documentação e adequação da legislação, mas que ajudará muito a nossa administração”, ressalta. A reunião deve acontecer no início da próxima semana.

Secretário recebe exemplar da obra que retrata a história do movimento dos técnicos; à direita, o vereador Eliseu Gabriel

Ao término do encontro, o secretário – que também é um historiador – recebeu um exemplar do livro Jubileu de Ouro – Técnicos Industriais, editado pela Federação Nacional dos Técnicos Industriais (FENTEC), escrito pelo jornalista José Donizetti Morbidelli, que retrata a trajetória do movimento dos técnicos, desde a assinatura da Lei nº 5.524 em 5 de novembro de 1968, que dispõe sobre o exercício da profissão, até a sanção presidencial da Lei nº 13.639/2018.

Além do presidente e do gerente de departamento técnico, também representaram o CRT-SP na reunião o vice-presidente, José Avelino Rosa; o gerente de exercício profissional, Roberto Munuera Reyes; o procurador jurídico, Mateus de Luna Dias Rabelo; e o assessor de relações institucionais, Edson Rabelo, responsável por facilitar o encontro, com o apoio do vereador Eliseu Gabriel, que tem dispensado atenção especial aos técnicos no legislativo municipal.

Texto: JD Morbidelli

Últimas notícias

Evento: “Celebração pelos 45 Anos do Movimento dos Técnicos Industriais”

Além de resgatar a história do movimento e suas contribuições para o desenvolvimento econômico do país, evento terá palestras e debates com dados e perspectivas…
Ler mais...

34ª EXPO USIPA no Vale do Aço, em Ipatinga

Em Minas Gerais, CRT-SP prestigia uma das mais importantes exposições do país voltadas à divulgação e fomento de negócios e serviços no setor industrial (mais…)
Ler mais...

31ª Reunião do Fórum de Presidentes dos CRTs

Presidentes de oito conselhos regionais reúnem-se para discussão de pautas que convergem para a representatividade, respeito e valorização dos técnicos (mais…)
Ler mais...