Central de Atendimento (11) 3580-1000

Notícias

Quarta-feira, 15 de setembro de 2021: “CRT-SP perto de você”

  • 16 de setembro de 2021

Muitas atividades no penúltimo dia de evento: palestra orientativa para alunos de escolas técnicas, descentralização e fiscalização, webinário com certificado e oportunidades para técnicos em condomínios

Fique por dentro do que aconteceu no penúltimo dia da Semana do Técnico Industrial: “O Mundo Pós-Pandemia”, disponível no YouTube

O penúltimo dia da Semana do Técnico Industrial: “O Mundo Pós-Pandemia” começou um pouco mais cedo, primeiramente com a palestra online orientativa CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos”, voltada aos alunos de escolas técnicas, especialmente que estão prestes a se formar e necessitam de orientação para exercer a profissão em conformidade com a legislação vigente.

CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos”, evento online disponível no canal do CRT-SP no YouTube

Participaram das atividades colaboradores de várias áreas do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP), dissertando sobre as resoluções que normatizam as atribuições profissionais em várias modalidades e trazem protagonismo à carreira; Termo de Responsabilidade Técnica (TRT), de emissão obrigatória na execução de serviços técnicos; registro profissional após a conclusão do curso técnico; e também sobre as vantagens e novas possibilidades propiciadas pela plataforma digital gratuita Técnico que Faz, desenvolvida para conectar os técnicos com empresas e a sociedade para gerar oportunidades de serviços como profissionais autônomos ou contratados. Destaque ainda para a palestra “Como Empreender depois de Registrado no CRT-SP”, proferida por Renata Paixão, gestora de negócios do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-SP); e para a mesa de debates e esclarecimento de dúvidas, com a participação do Técnico em Mineração e conselheiro Rafael Silva. Assista ao CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos”, integralmente, pelo YouTube.

Painel “CRT-SP perto de você” – Em seu discurso de abertura o presidente do CRT-SP, Gilberto Takao Sakamoto, anunciou algumas ações visando à descentralização do conselho que, segundo a Lei nº 13.639/2018, tem competência para “criar representações e escritórios descentralizados na sua área de atuação”, em concomitância com o plano de ação da diretoria executiva, com o objetivo de aproximar os técnicos e a sociedade do conselho. “Fizemos um estudo para a real implantação dos escritórios, sendo observados vários critérios: número de técnicos registrados por região, número de empresas, cidades, escolas técnicas e, também, área por quilômetro quadrado, acesso por rodovias e Produto Interno Bruto (PIB) da região”, esclarece.

Nomeado e empossado para atuar na região de Campinas, Welington Guilherme Rezende dissertou sobre “O Papel do Representante Regional do CRT-SP”, destacando que é preciso levar para as prefeituras, câmaras municipais, instituições e alunos de cursos técnicos e demais segmentos que os técnicos têm um conselho próprio, que pode fazer muito pelos profissionais e pela sociedade. Na sequência o assessor de projetos especiais, Adalto Pinto, esmiuçou as funcionalidades do aplicativo e-Técnico – o CRT-SP na palma da mão – disponível nas plataformas digitais Android e iOS e que possibilita acesso à carteira digital de identidade profissional, serviços prestados, notificações e outras aplicabilidades.

Seguiram-se as considerações do diretor de fiscalização e normas Rubens dos Santos, ressaltando o caráter orientativo como premissa básica para uma fiscalização inteligente. “Nossa função é orientar os técnicos para que eles não recorram em irregularidades na profissão, e é nessa linha que estamos treinando e habilitando nossos fiscais”, disse, passando a palavra ao gerente geral Mesaque Araújo da Silva palestrar sobre “O Papel da Fiscalização Profissional para a Sociedade”, que procedeu com uma apresentação relativa ao trabalho de fiscalização no estado. “Conforme preceitua o Tribunal de Contas da União (TCU) e a nossa legislação em vigor, esse trabalho visa a defesa da sociedade, fazendo com que os bons técnicos desenvolvam com toda a responsabilidade seu papel de profissional”, argumenta o também especialista e gerente de planejamento estratégico.

Técnicos em serviços de condomínios – Um dos grandes destaques do dia ficou por conta do “Webinário: Manutenção Predial Preventiva”, com certificado de participação, voltado a gestores de condomínios e apresentado por Ademir Alves do Amaral, que acumula grande experiência e conhecimento sobre fiscalização advinda de outro conselho. “Nós devemos nos preocupar com nossa saúde, mas também com a saúde das edificações que nos acolhem”, inicia, elencando alguns aspectos que podem fazer com prédios e edifícios sejam danificados, correndo o risco de até desabarem: estrutura, projetos, fundação, execução, materiais de baixa qualidade e, juntamente, falta de manutenção preventiva. Ele também faz menção a duas notas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), de suma importância para síndicos e administradores de condomínios: a NBR 5674, que discorre sobre a normatização e requisitos para o sistema de manutenção de edificações; e a NBR 16280 que, atualizada recentemente, também contempla os profissionais técnicos na execução de serviços em condomínios. “Não tem mais desculpa de não aceitar o trabalho do técnico em condomínios”, lembra o presidente Gilberto Takao Sakamoto. Para finalizar sua participação, Ademir Alves do Amaral deixa uma frase bastante reflexiva: “A vida é o nosso bem mais precioso. Portanto, não coloque sua família em risco ao reformar sua edificação. Contrate um técnico habilitado registrado no CRT-SP”, conclui.

Ampliando o foco sobre o trabalho dos técnicos em condomínios, os organizadores do evento trouxeram o presidente da Associação Brasileira de Síndicos Profissionais de Condomínios (ABRASCOND), Reginaldo da Silva, acompanhado do diretor Marcos Moreno; ambos falaram sobre a “Segurança na Contratação de Profissionais em Condomínios”. “Mesmo sem ter o conhecimento a fundo do problema, o síndico tem que ter responsabilidade ao contratar algum serviço de profissionais qualificados com responsabilidade técnica”, destaca o presidente da entidade.

Fundada em 2013 a Fundação de Apoio ao Corpo de Bombeiros (FUNDABOM) desenvolve ações no sentido de promover e difundir conhecimento cultural e científico na área de prevenção de incêndios; inclusive, com cursos, treinamentos e palestras. Representando a entidade no evento estava o presidente e coronel Frank Itinoce, com o tema “Vistoria em Prédios Públicos: Oportunidade para Técnicos”. “Nós só devemos executar atividades que estão previstas em lei”, sintetiza, mencionando como principal norma da estrutura normativa do sistema de emergência no estado a Lei Complementar nº 1.257/2015, que institui o Código Estadual de Proteção Contra Incêndios e Emergências, objetivando sistematizar normas e controles para a proteção da vida humana, do meio ambiente e do patrimônio. “Quem é responsável pela regularização da edificação?”, questiona. Segundo ele, é do proprietário ou responsável pelo uso, competindo ao profissional técnico adotar, dimensionar e instalar corretamente as medidas de segurança contra incêndio. No que tange aos técnicos, vale lembrar que o Decreto nº 90.922/1985 regulamenta a profissão e a Resolução CFT nº 100/2020 define as modalidades habilitadas, conforme atribuições específicas, para elaboração e execução de projetos de prevenção e combate a incêndio perante o Corpo de Bombeiros: edificações, eletromecânica, eletrotécnica, eletrônica, automação industrial, mecânica, química, telecomunicações e eletroeletrônica.

Técnico que Faz – A plataforma digital Técnico que Faz, apresentada inicialmente no CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos” voltou à discussão, com o colaborador Plinio Cimino apresentando as “Vantagens e Novas Possibilidades” para o profissional registrado no CRT-SP; dessa vez, no entanto, mais direcionada aos serviços que podem ser realizados por profissionais técnicos em condomínios residenciais e comerciais. “Particularmente acho uma ideia bem bacana da diretoria, porque num mesmo ambiente o CRT-SP está protegendo a sociedade por contratar um profissional registrado, e o técnico pode disponibilizar seu currículo para empresas também cadastradas no conselho”, opina.

Pela plataforma gratuita, disponível em www.tecnicoquefaz.crtsp.gov.br, como técnico você pode oferecer serviços, definir perfil e cadastrar currículo para ser encontrado pelas empresas; como empresa, você pode cadastrar, visualizar, alterar e remover oportunidades; e como pessoa física, você também pode cadastrar oportunidades e procurar técnicos autônomos em sua região para execução de serviços particulares.

Antes das considerações finais do presidente Gilberto Takao Sakamoto, os participantes do dia ainda se reuniram para uma mesa de debates sobre “O Papel da Fiscalização Orientativa”, sendo também convidado o Técnico em Agrimensura, advogado e conselheiro João Batista dos Reis.

A íntegra do penúltimo dia da Semana do Técnico Industrial: “O Mundo Pós-Pandemia” está disponível no canal do CRT-SP no YouTube.

Últimas notícias

Projeto Divulga Técnico: “As Oportunidades do Ensino Técnico”

Com o sucesso do projeto-piloto realizado em Campos do Jordão, Projeto Divulga Técnico chega a São José dos Campos para incentivar o ingresso de estudantes…
Ler mais...

Sessão solene no Pará em celebração aos seis anos do Sistema CFT/CRTs

A convite do CRT-02, presidente do CRT-SP participa da sessão solene e reforça a importância da valorização da profissão perante a sociedade (mais…)
Ler mais...

Café com Síndico em Americana

CRT-SP marca novamente presença no Café com Síndico: “O Evento do Síndico Conectado”, esclarecendo sobre os serviços que os profissionais técnicos habilitados podem realizar em…
Ler mais...

Quarta-feira, 15 de setembro de 2021: “CRT-SP perto de você”

  • 16 de setembro de 2021

Muitas atividades no penúltimo dia de evento: palestra orientativa para alunos de escolas técnicas, descentralização e fiscalização, webinário com certificado e oportunidades para técnicos em condomínios

Fique por dentro do que aconteceu no penúltimo dia da Semana do Técnico Industrial: “O Mundo Pós-Pandemia”, disponível no YouTube

O penúltimo dia da Semana do Técnico Industrial: “O Mundo Pós-Pandemia” começou um pouco mais cedo, primeiramente com a palestra online orientativa CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos”, voltada aos alunos de escolas técnicas, especialmente que estão prestes a se formar e necessitam de orientação para exercer a profissão em conformidade com a legislação vigente.

CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos”, evento online disponível no canal do CRT-SP no YouTube

Participaram das atividades colaboradores de várias áreas do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP), dissertando sobre as resoluções que normatizam as atribuições profissionais em várias modalidades e trazem protagonismo à carreira; Termo de Responsabilidade Técnica (TRT), de emissão obrigatória na execução de serviços técnicos; registro profissional após a conclusão do curso técnico; e também sobre as vantagens e novas possibilidades propiciadas pela plataforma digital gratuita Técnico que Faz, desenvolvida para conectar os técnicos com empresas e a sociedade para gerar oportunidades de serviços como profissionais autônomos ou contratados. Destaque ainda para a palestra “Como Empreender depois de Registrado no CRT-SP”, proferida por Renata Paixão, gestora de negócios do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-SP); e para a mesa de debates e esclarecimento de dúvidas, com a participação do Técnico em Mineração e conselheiro Rafael Silva. Assista ao CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos”, integralmente, pelo YouTube.

Painel “CRT-SP perto de você” – Em seu discurso de abertura o presidente do CRT-SP, Gilberto Takao Sakamoto, anunciou algumas ações visando à descentralização do conselho que, segundo a Lei nº 13.639/2018, tem competência para “criar representações e escritórios descentralizados na sua área de atuação”, em concomitância com o plano de ação da diretoria executiva, com o objetivo de aproximar os técnicos e a sociedade do conselho. “Fizemos um estudo para a real implantação dos escritórios, sendo observados vários critérios: número de técnicos registrados por região, número de empresas, cidades, escolas técnicas e, também, área por quilômetro quadrado, acesso por rodovias e Produto Interno Bruto (PIB) da região”, esclarece.

Nomeado e empossado para atuar na região de Campinas, Welington Guilherme Rezende dissertou sobre “O Papel do Representante Regional do CRT-SP”, destacando que é preciso levar para as prefeituras, câmaras municipais, instituições e alunos de cursos técnicos e demais segmentos que os técnicos têm um conselho próprio, que pode fazer muito pelos profissionais e pela sociedade. Na sequência o assessor de projetos especiais, Adalto Pinto, esmiuçou as funcionalidades do aplicativo e-Técnico – o CRT-SP na palma da mão – disponível nas plataformas digitais Android e iOS e que possibilita acesso à carteira digital de identidade profissional, serviços prestados, notificações e outras aplicabilidades.

Seguiram-se as considerações do diretor de fiscalização e normas Rubens dos Santos, ressaltando o caráter orientativo como premissa básica para uma fiscalização inteligente. “Nossa função é orientar os técnicos para que eles não recorram em irregularidades na profissão, e é nessa linha que estamos treinando e habilitando nossos fiscais”, disse, passando a palavra ao gerente geral Mesaque Araújo da Silva palestrar sobre “O Papel da Fiscalização Profissional para a Sociedade”, que procedeu com uma apresentação relativa ao trabalho de fiscalização no estado. “Conforme preceitua o Tribunal de Contas da União (TCU) e a nossa legislação em vigor, esse trabalho visa a defesa da sociedade, fazendo com que os bons técnicos desenvolvam com toda a responsabilidade seu papel de profissional”, argumenta o também especialista e gerente de planejamento estratégico.

Técnicos em serviços de condomínios – Um dos grandes destaques do dia ficou por conta do “Webinário: Manutenção Predial Preventiva”, com certificado de participação, voltado a gestores de condomínios e apresentado por Ademir Alves do Amaral, que acumula grande experiência e conhecimento sobre fiscalização advinda de outro conselho. “Nós devemos nos preocupar com nossa saúde, mas também com a saúde das edificações que nos acolhem”, inicia, elencando alguns aspectos que podem fazer com prédios e edifícios sejam danificados, correndo o risco de até desabarem: estrutura, projetos, fundação, execução, materiais de baixa qualidade e, juntamente, falta de manutenção preventiva. Ele também faz menção a duas notas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), de suma importância para síndicos e administradores de condomínios: a NBR 5674, que discorre sobre a normatização e requisitos para o sistema de manutenção de edificações; e a NBR 16280 que, atualizada recentemente, também contempla os profissionais técnicos na execução de serviços em condomínios. “Não tem mais desculpa de não aceitar o trabalho do técnico em condomínios”, lembra o presidente Gilberto Takao Sakamoto. Para finalizar sua participação, Ademir Alves do Amaral deixa uma frase bastante reflexiva: “A vida é o nosso bem mais precioso. Portanto, não coloque sua família em risco ao reformar sua edificação. Contrate um técnico habilitado registrado no CRT-SP”, conclui.

Ampliando o foco sobre o trabalho dos técnicos em condomínios, os organizadores do evento trouxeram o presidente da Associação Brasileira de Síndicos Profissionais de Condomínios (ABRASCOND), Reginaldo da Silva, acompanhado do diretor Marcos Moreno; ambos falaram sobre a “Segurança na Contratação de Profissionais em Condomínios”. “Mesmo sem ter o conhecimento a fundo do problema, o síndico tem que ter responsabilidade ao contratar algum serviço de profissionais qualificados com responsabilidade técnica”, destaca o presidente da entidade.

Fundada em 2013 a Fundação de Apoio ao Corpo de Bombeiros (FUNDABOM) desenvolve ações no sentido de promover e difundir conhecimento cultural e científico na área de prevenção de incêndios; inclusive, com cursos, treinamentos e palestras. Representando a entidade no evento estava o presidente e coronel Frank Itinoce, com o tema “Vistoria em Prédios Públicos: Oportunidade para Técnicos”. “Nós só devemos executar atividades que estão previstas em lei”, sintetiza, mencionando como principal norma da estrutura normativa do sistema de emergência no estado a Lei Complementar nº 1.257/2015, que institui o Código Estadual de Proteção Contra Incêndios e Emergências, objetivando sistematizar normas e controles para a proteção da vida humana, do meio ambiente e do patrimônio. “Quem é responsável pela regularização da edificação?”, questiona. Segundo ele, é do proprietário ou responsável pelo uso, competindo ao profissional técnico adotar, dimensionar e instalar corretamente as medidas de segurança contra incêndio. No que tange aos técnicos, vale lembrar que o Decreto nº 90.922/1985 regulamenta a profissão e a Resolução CFT nº 100/2020 define as modalidades habilitadas, conforme atribuições específicas, para elaboração e execução de projetos de prevenção e combate a incêndio perante o Corpo de Bombeiros: edificações, eletromecânica, eletrotécnica, eletrônica, automação industrial, mecânica, química, telecomunicações e eletroeletrônica.

Técnico que Faz – A plataforma digital Técnico que Faz, apresentada inicialmente no CRT-SP Talks: “Futuros Técnicos” voltou à discussão, com o colaborador Plinio Cimino apresentando as “Vantagens e Novas Possibilidades” para o profissional registrado no CRT-SP; dessa vez, no entanto, mais direcionada aos serviços que podem ser realizados por profissionais técnicos em condomínios residenciais e comerciais. “Particularmente acho uma ideia bem bacana da diretoria, porque num mesmo ambiente o CRT-SP está protegendo a sociedade por contratar um profissional registrado, e o técnico pode disponibilizar seu currículo para empresas também cadastradas no conselho”, opina.

Pela plataforma gratuita, disponível em www.tecnicoquefaz.crtsp.gov.br, como técnico você pode oferecer serviços, definir perfil e cadastrar currículo para ser encontrado pelas empresas; como empresa, você pode cadastrar, visualizar, alterar e remover oportunidades; e como pessoa física, você também pode cadastrar oportunidades e procurar técnicos autônomos em sua região para execução de serviços particulares.

Antes das considerações finais do presidente Gilberto Takao Sakamoto, os participantes do dia ainda se reuniram para uma mesa de debates sobre “O Papel da Fiscalização Orientativa”, sendo também convidado o Técnico em Agrimensura, advogado e conselheiro João Batista dos Reis.

A íntegra do penúltimo dia da Semana do Técnico Industrial: “O Mundo Pós-Pandemia” está disponível no canal do CRT-SP no YouTube.

Últimas notícias

Projeto Divulga Técnico: “As Oportunidades do Ensino Técnico”

Com o sucesso do projeto-piloto realizado em Campos do Jordão, Projeto Divulga Técnico chega a São José dos Campos para incentivar o ingresso de estudantes…
Ler mais...

Sessão solene no Pará em celebração aos seis anos do Sistema CFT/CRTs

A convite do CRT-02, presidente do CRT-SP participa da sessão solene e reforça a importância da valorização da profissão perante a sociedade (mais…)
Ler mais...

Café com Síndico em Americana

CRT-SP marca novamente presença no Café com Síndico: “O Evento do Síndico Conectado”, esclarecendo sobre os serviços que os profissionais técnicos habilitados podem realizar em…
Ler mais...